doenças 

 
início

Prolápso da Glândula da Terceira Pálpebra

(Olho de Cereja - Cherry eye)

     O prolápso ocorre geralmente por hiperplasia/hipertrofia da glândula, apresenta uma aparência não atrativa e pode causar irritações e inflamações oculares.

     A deficiência de uma estrutura da terceira pálpebra pode levar a exposição da glândula lacrimal, inflamação, hiperplasia e hipertrofia. Esta afecção pode ser unilateral ou bilateral e ocorre com maior freqüência em cães com até dois anos 2 anos de idade (entre três e seis meses é mais comum). O Cocker Spaniel, Bulldog Inglês, Shar Pei e Mastiff são raças predispostas. Em gatos a doença é rara. 

 
Voltar  

 

     Os sinais mais observados são massa avermelhada no canto medial, hipertrofia glandular, prejuízo à produção lacrimal, conjuntivite crônica e secreção ocular.

 

 

 

 

 

     Ao lado a imagem representa um felino com o  prolápso da glândula da terceira pálpebra bilateral, observe também a irritação ocular e o excesso de lacrimejamento.

 
   

 

 

     Terceira pálpebra de um cachorro com "olho de cereja".

 
 

     A  remoção  da  glândula,  procedimento  muitas  vezes  executado,  pode  causar  a ceratoconjuntivite seca (CCS) em indivíduos predispostos. Como esta glândula contribui com cerca de 30 a 40% do filme lacrimal, contra-indica-se sua remoção.

     O tratamento pode ser médico ou cirúrgico. O tratamento médico é feito à base de antibiótico e antiinflamatório, onde normalmente a glândula reduz bastante, mas dificilmente fica imperceptível. O tratamento cirúrgico consiste na reposição da glândula através de várias técnicas.

     Se o seu "amigdepatas" apresentar estas "bolsas" nos olhos, procure um veterinário para o melhor tratamento.